BLOG DO SIMON

Oficina recebe processo de U$ 11,5 milhões por suposta falta de autorização

Oficina recebe processo de U$ 11,5 milhões por suposta falta de autorização

O empresário Gregory Coccaro, proprietário da North State Custom, em Bedford Hills, NY, processou o Celebrity Auto de Westchester (DBA Mercedes Benz of Goldens Bridge) por US $ 11,5 milhões porque, segundo alega, a Celebrity era uma oficina de reparo não autorizada e envolvida em atividade ilegal.

A Celebrity arquivou documentos em tribunal, processando a empresa denunciante e seu proprietário, Gregory Coccaro, Jr. e apresentou a prova de sua licença de loja de reparo do Estado de Nova York.

As declarações da oficina afirmam que, após uma disputa que surgiu com a North State, ela seria a responsável pelas peças. A North State afirmou que "Celebrity não é um serviço de reparo autorizado registrado" e acusou a oficina de uma conduta ilegal.

Os documentos da Corte mostram que a loja de reparo forneceu uma licença. Agora, o Supremo Tribunal em Nova York vai chegar a uma conclusão sobre este assunto, quando decidir a moção pendente da Celebrity para demitir e ponderar os fatos que apresentou em contraposição nas próximas semanas.

Ou seja, a disputa iniciou por uma acusação, e a oficina acusada resolveu contra-atacar processando a empresa acusadora. 

Independentemente do resultado desta ação, o alerta que fica à comunidade é: cuidado com lojas que não estão licenciadas pelo estado. Além de o serviço ter a chance de não ser satisfatório, você poderá enfrentar problemas, caso haja algum pedido de indenização. 

Veja Também

  • O seu carro cheira como o Marlboro Man, aquele famoso garoto propaganda de cigarro que andava à cavalo pelo país inteiro? Elimine o cheiro esfumaçado com estas dicas de limpeza ou então faça um full detailing. 

    Se as cinzas de cigarro derramam em seu carro, todo o ambientador do mundo não fará a diferen... Ler mais

  • Os acidentes automobilísticos são comuns causando uma parcela significativa de mortes de trânsito, nos Estados Unidos, a cada ano. Embora dirigir nas estradas tem se tornado cada vez mais perigoso, muitos acidentes são menores e não envolvem negligência grave ou imprudência. Muitas vezes, os acidentes automobilísticos são resolvidos através de ações civis ou através de companhias de seguros.Ler mais

Comentários