BLOG DO SIMON

O futuro está bem próximo. A evolução vai permitir carros mais tecnológicos e até autoguiados.

O futuro está bem próximo. A evolução vai permitir carros mais tecnológicos e até autoguiados.

Imagine reorganizar os assentos em seu carro para assistir a um filme em uma tela grande no painel. Ou controlar funções como o ar condicionado tocando na janela. Ou substituindo os espelhos retrovisores por câmeras que lhe dão um olhar em ação ao redor do tráfego intenso.

Essas são apenas algumas das ideias que os fabricantes de carros e os designers estão dando uma volta à medida que imaginam um futuro sem motorista. Quando os carros puderem navegar em grande parte por estradas por conta própria, não haverá a necessidade de o design de interiores seguir rigorosamente o modelo estabelecido nos primeiros dias dos automóveis. 

Especialistas dizem que os veículos totalmente autônomos e de mobilidade compartilhada podem estar prontos nos próximos anos, mas os interiores cada vez mais de alta tecnologia começarão a aparecer brevemente. Nos últimos modelos de carros de luxo, as informações começaram a se deslocar de instrumentos digitais para trás até a tela principal projetada no pára-brisa, de modo que os motoristas podem monitorar coisas como indicadores de velocidade e sinalização sem olhar para baixo. E outras comodidades estão em andamento, tais como assentos que se inclinam ou giram 180 graus, baús de instrumentos do painel e iluminação ambiente.

Uma das maiores mudanças no caminho é na tecnologia de exibição visual, que irá transformar veículos dentro e fora.

Os espelhos retrovisores externos desaparecerão à medida que as imagens da câmera digital migrem para telas interiores, semelhantes às que as câmeras de visão traseira usam agora. E os botões e interruptores do assento traseiro vão se mover dos apoios do braço para janelas laterais, tipo tela sensível ao toque para controlar funções como o ar-condicionado do assento traseiro.

O modo de condução é bastante padrão, mas nas outras configurações, o carro retrai o volante e reconfigura radicalmente a cabine. O modo familiar cria uma experiência de teatro em casa: os bancos da frente giram para dentro e os bancos traseiros se deslizam juntos para um banco, para que todos possam assistir a uma tela alongada no centro do painel. 

Em algumas regiões do país, montadoras já fazem testes com estas inovações, além do carro que poderá ser dirigido sem o motorista. Estima-se que, em menos de dez anos, as ruas terão novos “visitantes”

Veja Também

  • Embora pareça contraditório, a resposta é sim. Você ficaria surpreso com a quantidade de motoristas que não percebem que poderia acontecer, recebendo um “DUI” (Driving Under Influence), mesmo sem estar ao volante.

    Veja um caso ocorrido na Flórida, cujo companheiro de quarto se opôs a sua escolha de música noturna, então ele pegou suas músicas para ouvir em seu carro. Isso resultou ser um grande erro. Ele foi preso por suspeita de DUI depois q... Ler mais

  • Sempre que você vai para algum lugar, há uma boa chance de alguém lhe dizer "dirigir com segurança". É uma frase de efeito comum, e uma de boa vontade. Mas também é uma frase que, se respeitada, poderia facilmente poupar centenas ou mesmo milhares de dólares por ano.

    Esse é um grande pedaço de mudança em troca de simplesmente fazer o que você... Ler mais

Comentários